Escolha uma Página

Direcionado aos jovens da America do Sul, o primeiro congresso da juventude polonica na America do Sul, atraiu exatamente todos os jovens, os de alma e polonidade estampada que por aqui residem.

O organizador “Stowarzyszenie Wspolnota Polska”, que significa, trabalho em união polonesa, sendo um órgão ligado diretamente ao Senado Polonês e financiado pelo mesmo que possui um departamento para assuntos da Polônia e poloneses no exterior. Bem como financiado por medidas do Ministério das Relações internacionais.

A principal questão do meu ponto de vista é ambas as partes se fazerem entender e conhecer numa troca simultânea e de tempo determinado para construirem algo futuramente.

Nesse momento entram questões muito mais abrangentes, como diferenças culturais, momento que cada pais vive, tendencias comportamentais, educação e cultura. Tão rico quanto o infinito, também pode precisar de mais tempo do que o previsto, já que envolve de fato se conhecer e conhecer a “língua” de cada um.

Um ponto que considero fundamental e que sem isso é inviável qualquer ajuda ou investimento em nossa cultura e que sinto que em 5 anos ja se transformou. Primeiramente a Polônia finalmente voltou os olhos para a America do Sul. Se comparado a outras regiões que apoiam e ajudam, estamos a mil anos luz de sermos tratados da mesma forma.

O que também não é culpa de ninguém. Simplesmente devido a muitos fatos históricos, e quando falo históricos, são históricos recentes, a Polônia perdeu força,perdeu união. Estou falando de Curitiba e suas Sociedades Polonesas. Como menor de idade aprendiz de ambas línguas e culturas, desde cedo vi muitas coisas que não me orgulham dentro da comunidade polonesa. As quais hoje me dão força para combater qualquer tipo de desunião, má vontade ou perda de tempo.

Somos descendentes decentes por assim brincar. E queremos perpetuar nossa cultura, tradições e modos que orgulhem nossos falecidos.

Volto ao tema do Congresso no próximo post

.

 

 

Open chat