Escolha uma Página

Essa palavrinha difícil de escrever (e mais ainda de falar!) se pronuncia “Pi-e-ro-gui”, e por isso você vê tantos erros de escrita ou de interpretação em cada receita ou site no Google como:

  • pirogue,
  • pirogui,
  • pierogui,
  • perogue.

Esse prato super típico tem origem muito tempo atrás e vem lá de um país que conta com imigração aqui no Brasil, a Polônia.

 

 

Esse tipo de massa recheada surgiu na Polônia e em diversos países da Europa, trazida por Marco Polo do Oriente. Tem outras versões também! De qualquer modo, é aceito que a receita é proveniente do Oriente e se difundiu em impérios e povoados que hoje não existem mais. Por isso todo mundo gosta de ter um pedaço dessa delícia nas culturas mais atuais da Europa Central e Leste Europeu.

Podemos dizer que o Jiaozi ou o Gyoza são os anciãos das massas recheadas e com formato meia-lua como ravióli na Itália, pelmeni na Rússia, varenyke ou perohe na Ucrânia, pirosti na Romênia e na Bulgária ou piroggen na Alemanha. Nos Estados Unidos o pierogi se chama e dumpling e tem um mercado enorme por causa de sua grande população de imigrantes. Por lá, assim como na Polônia, o pierogi é encontrado em uma ampla seleção de sabores em supermercados.

Outra curiosidade é que “pierogi” já está na forma plural. Ou seja, se você fosse falar de um, falaria “um pierog”, “dois pierogi”!

Mas vamos ao que interessa, o que é pierogi? Um pastelzinho recheado em formato meia-lua, cozido e servido com molho ou somente com nata ou manteiga.

É importante você saber que as massas feitas com duas folhas, sabe aquelas que você vê a pessoa abrir uma massa longa, colocar recheio um do lado do outro e depois cobrir com outra massa longa, para então recortar o formato? Sabe? Isso não é pierogi! Cuidado, não seja enganado!

Foto internet

Pierogi mesmo é feito de massa afinada no rolo, recortada com auxílio de um copo, em formato redondo, dobrando essa rodela ao meio e fechando, com os dedos formando uma meia-lua.

“A Receita na Foto”, Arquivo Pessoal

Mas como os poloneses faziam o pierogi?
Tradicionalmente considerado um prato do campo, o pierogi ganhou popularidade e se espalhou por todas as classes sociais. Alguns livros de culinária do século 17 descrevem que os pierogi eram considerados um alimento básico da dieta polonesa, e cada feriado tinha seu próprio tipo especial de pierogi.
Diferentes formatos e recheios foram feitos para festas como Natal e Páscoa. Eventos importantes, como casamentos, tinham seu próprio tipo especial de pierogi.

Page from Compendium ferculorum published in 1682; The Library of Polish Academy of Sciences i Kórnik, Chef Stanisław Czerniecki

O pierogi é hoje parte fundamental da cultura e da culinária polonesa. O mais engraçado é que os poloneses não achavam isso até alguns anos atrás. O movimento de valorização, tradição e popularização desse prato veio dos poloneses que imigraram pós-guerra e se sentiam mais próximos da Polônia ao cozinhar o pierogi.
Esse fato fez com que pierogi ganhasse imensa fama com a qual as pessoas na Polônia não estavam acostumadas. E nem sequer imaginavam que viria a ser um produto encontrado em qualquer lugar.
Por fim, qual o recheio de pierogi mais consumido?
O pierogi mais conhecido é o com recheio de ricota com batata.
E o mais engraçado é o nome que ele leva: pierogi ruskie ou pierogi russo. Estranho né, mas é isso mesmo. É assim que é chamado na Polônia e em qualquer lugar do mundo. Além desse recheio, hoje existe uma infinidade de recheios que se adaptaram ao paladar de cada região.

Ano passado estivemos no Festival de Pierogi de Krakow para acompanhar de perto tudo sobre essa delicia. Por lá provamos mais de vinte sabores! Nada mal, né? Tinha desde um super picante com nome engraçado, até o delicado pierogi de framboesa coberto com nata e açúcar.
Aprendemos a fazer o “pierogi chinês da felicidade” votamos no melhor pierogi do Festival e até poesia sobre o Pierogi do Miro nós declamamos aos poloneses, encantados em saber que o Brasil também é apaixonado por pierogi.

No próximo post ensinaremos as principais receitas, dicas e molhos para você ter um pierogi para chamar de seu.

Open chat